Terapias

Espaço Holístico Aprender a Conviver - Terapias Holísticas - Terapia do LutoTERAPIA DO LUTO

Quando a morte chega sem pedir licença.

Com Marilene Pitta (21) 3208-1260 | 98478-1260 e 99966-5354 | marilenepitta@aprenderaconviver.psc.br

O mundo da globalização vive seus momentos de dor, a violência assola a todos, Perplexos, a cada leitura de jornal, revista, noticiário na televisão a onda de presença da destruição invade as casas, traduzindo a imagem do terror. Essa imagem viva toma forma no choro estampado nas vítimas da “morte” que muitas vezes “chega sem pedir licença”! Simplesmente, acontece no contexto atual. Desse modo, não se tem como evitá-la, ela está nos assaltos, nas ruas, nos edifícios, na vida das pessoas que trabalham, estudam, pesquisam. O tema da morte não ocupa espaço na Escola, seus currículos de estratégias de ensino, e não está preparada para vivenciar o drama da modernidade: o luto e a perda. A cada momento, tem-se notícias de uma bala perdida nas grandes cidades, um pai morre baleado, uma adolescente sucumbe ao assalto, um acidente acontece... Os mesmos que participam das reuniões escolares e pagam as mensalidades. A instituição vê-se podada, calada, muda e sem ação... Não está preparada para essa visita inesperada: da morte. Ampliando mais a visão desse ponto de vista da cultura, a morte é vista como um acontecimento distante, não se comenta dela, se recalca. O olhar antropológico do Ocidente está visivelmente marcado pela lei do consumo, do descartável, do faz-de-conta. Nesse cenário de simulacro não há espaço para se refletir e se pensar na tragédia humana encontrar a morte de modo inesperado. Entre perplexidade e tristeza, novamente a vida da escola vai tomando o seu ritmo de trabalho e, mais uma vez o silêncio povoa o ambiente.

Quando esse quadro atinge a criança, a vivência de evento da morte, torna-se mais desnorteador, exatamente por sua marca de eterna ausência. Não há como explicar de modo racional o momento da dor. Ela invade e pronto. Eis o reino da perplexidade!

Através dos sistemas de crenças que se apresentam diante da morte que a escuta terapêutica amorosa fará fluir a dinâmica do processo de trabalho caracterizado por um conteúdo emocional de saudade, dor, emoções destrutivas. É o confronto com o luto e o desafio de ultrapassá-lo respeitando o momento interno, da pessoa, mas vigilante no mecanismo de defesa que às vezes aparece na paralisação provocada pelo estado de perda familiar.

A dinâmica do processo se alicerça no legado histórico e existencial daquele ser que fez a passagem. As experiências vividas, as histórias contadas, as canções, as marcas de infância ou de encontro.

Aprender a conviver com a perda e ressignificá-la com os materiais que serão apresentados, a partir das Rodas Terapêuticas de Luto e Luz conectadas ao Sagrado. Reconstruir a dor interna utilizando a Oração, Meditação, Criação de Histórias, Pinturas, Relaxamento, Cartas, dentre outros. O eixo da metodologia das Rodas Terapêuticas está sustentado nas quatro funções psíquicas do quadrante mental: Intuição, Pensamento, Sentimento e Sensação. Todo o processo é documentado no Livro do Luto como um testemunho de passagem pela Casa da Dor, convivendo com a Morte, saindo para a Luz.

O trabalho é estruturado com encontros semanais ou quinzenais, com cada membro da família e depois com todo O NÚCLEO FAMILIAR. Ou seja, a dor da perda ela se diferencia entre as pessoas e esta troca é profundamente curadora.

Espaço Holístico Aprender a Conviver - Terapias Holísticas - Terapia FloralTERAPIA FLORAL

O QUE É?

A TERAPIA FLORAL faz parte da Medicina Vibracional. A sua atuação maior é na "DOR DA ALMA DE CADA PESSOA". A TERAPIA FLORAL ajuda-nos a conectarmos com o nosso EU SUPERIOR buscando as causas daquilo que nos incomoda. Ela torna consciente a causa do sofrimento.

EXEMPLO:
Já tentei muitos métodos de trabalho mas o sintoma ainda continua: medo, ansiedade, pânico, insegurança, depressão etc... A Terapia Floral vai atuar através das flores no ponto básico da história de vida. Às vezes, não desejamos entrar em contato exatamente com esse "nó emocional" que está causando a sintomatologia. É uma terapia que trabalha a consciência do processo em busca da saúde.

Como funciona:
O seu criador foi o médico inglês chamado Dr. Bach que observou a cura de determinadas doenças quando a pessoa passou a fazer uso das Essências Florais. Cada essência possui uma assinatura, ou seja, uma proposta de cura. Temos no Brasil e no mundo vários pesquisadores das Essências Florais, são sistemas de trabalho que estudam desde a parte da Botânica, até a sua matriz holográfica. Há no mercado editorial muitas publicações de pesquisas e registros de casos clinicos.

TERAPEUTA FLORAL:
É aquele profissional que escuta o outro com a dimensão da sua plenitude, é um trabalho de entrelaços, de observar as modificações internas às vezes de um modo suave; exatamente, porque a essência floral atua no sistema de crença pessoal, no autêntico de cada um. A grande força da TERAPIA FLORAL está centrada na

LIBERDADE DE SER E DE VIVER EM PAZ.

Espaço Holístico Aprender a Conviver - Terapias Holísticas - Cura InkaCURA INCA

Com Marilú Montenegro (21) 2549-5764 | 99641-8331 | marilumiranda@aprenderaconviver.psc.br

Os Incas foram os grandes médicos da antiguidade. Há cerca de 3000 a 5000 antes de Cristo já eram profundos alquimistas, face as guerras territoriais os Incas desenvolveram métodos de cura semelhantes à cirurgias cerebrais que eram utilizadas em seus guerreiros.

Seus instrumentos atravessavam ossos, perfuravam o crânio e até suturavam feridas profundas, além de cirurgias os Xamãs Incas trabalhavam com energia através de mãos e hipnose para minimizar a dor, já que não havia anestesia.

Suas águas continham fontes medicinais onde os doentes eram banhados principalmente, aqueles com problemas no estômago, pâncreas, fígado e rins e até câncer.

Nestes casos além dos banhos usavam também tratamentos com cristais e cores baseados nos quatro elementos: água, terra, ar e fogo.

Francisco Pizarro, conquistador espanhol, se submeteu a esta cura e foram os Xamãs Incas que o curaram de uma úlcera estomacal que o acompanhava há muito tempo.

Para cada doença trabalha-se com velas coloridas e cristais condizentes a doença e ao órgão afetado.

Em 2001 Marilu Montenegro teve a possibilidade de ter acesso a este conhecimento lnca através dos Sacerdotes dos Filhos do Sol que viajavam pelo mundo espalhando pela luz da espiritualidade, este sistema de cura.

Torna-se assim possível este Trabalho Xamãnico que eu faço em consonância aos Sacerdotes dos Filhos do Sol.

Espaço Holístico Aprender a Conviver - Terapias Holísticas - Curador Xamânico e Roda de CuraCURADOR XAMÂNICO E RODA DE CURA

Com Marilene Pitta (21) 3208-1260 | 98478-1260 e 99966-5354 | marilenepitta@aprenderaconviver.psc.br

Estamos vivendo num momento de muita energia com vários aspectos e dimensões. É preciso que cada pessoa co-crie a sua própria história de vida, seu roteiro de ações e comportamentos. Lógico que depende do entendimento do processo. De autoconhecimento. Durante todo esse tempo de trabalho Terapêutico com várias abordagens e enfoques teóricos; o meu foco está ancorado na Medicina Xamânica Estelar ,ou seja, um trabalho onde a pessoa possa ver os traumas psíquicos,desajustes emocionais,dificuldade nos relacionamentos,menos valia,medos, insegurança,orgulho, inveja,ego desajustado, mortes ,perdas e danos.O trabalho ancora-se nas quatro direções que segundo a tradição Nativa possui Animais Guardiões dessa Sabedoria Ancestral: a Águia (com o poder do foco e da visão clara e lúcida de situações embaraçosas);o Lobo (com a bela lição de saber viver a vida enfrentando as dificuldades e cocriando estratégias de colocar a ação com os dois hemisférios;o Urso (que promove uma introspecção,um olhar interno para que as feridas sagradas sejam vistas e reveladas;o Búfalo (lugar da Espiritualidade,quantas pessoas criam neuroses,comportamentos destrutivos e repetitivos e na verdade é um assédio de ordem metafísica, sutil,espiritual de uma sensitividade mal ajustada!

A pessoa com sua queixa entra em contato com o seu espelho de alma ferida e vai se vendo nesses Portais Estelares.Exatamente, por que a sintonia com a Egrégora Espiritual do trabalho que está também na multi dimensionalidade cósmica onde o encontro sagrado acontece. Nesse espaço não há mentiras ou simulações.É real! Intenso! Subjetivo! Individual!Uma experiência única!

Tambor do Lobo. Um exemplo cotidiano de trabalho na sua metodologia clínica: uma pessoa tem medo da “morte” por qualquer motivo. O Terapeuta utiliza a Roda de Cura fazendo com que a experiência seja significativa do encontro com a Energia do Urso – o guardião do Portal do Oeste.Com o uso do tambor Xamânico, penas,incensos,cânticos de cura o terapeuta acessa com o seu poder pessoal acessa uma fonte iluminada e dirigida por Seres de Luz das Estrelas,da Ancestralidade,dos Mestres e Guias. Esse contato é estabelecido e “aquela queixa” vai se deslindando e tomando “um novo olhar”...O ANJO DA MORTE apresenta-se com a sua FALA naquele momento de vida na sincronicidade muitas vezes não compreendida!Não é fácil, mas é a realidade experimental que todos nós passaremos – um dia!É o Ritual de Passagem para o desconhecido-conhecido um território nunca navegado, onde a dor se apresenta com companheira constante!

Por isso, geralmente, envolve perdão, tomar a vida nas próprias mãos, ter iniciativa ou ter a coragem de cortar os laços de co dependência com situações ou pessoas. Ou mesmo, na questão da morte a “aceitação da impermanência do viver e conferir ao Criador a sua ação Divina!.

O tratamento dura 2 horas de trabalho. Deverá ser agendado com antecedência. Muitas vezes, é recomendado uma Essência Floral ou uma Essência do Animal cuja energia faz-se necessária. Termina-se a RODA DE CURA XAMÂNICA ESTELAR com uma Meditação em Sintonia com os Seres de Cura.Todas as Bênçãos são gestadas de acordo com os méritos...Isso o Terapeuta não tem controle!Ele é um Canal de Cura! Assim é.

Veja e conheça mais esse trabalho Curador Xamânico e Roda de Cura.